Como os suplementos alimentares podem auxiliar na Dieta?

Praticar exercícios físicos e seguir uma dieta equilibrada são os primeiros passos para melhorar a qualidade de vida e buscar mudanças no corpo, mas se você deseja um reforço para garantir resultados ainda mais satisfatórios é importante entender as diferenças e particularidades de alguns produtos. Fique de olho nos tópicos abordados e identifique os suplementos certos para a sua dieta ser um sucesso.

Antes de iniciar a leitura destacamos dois fatores muito importantes:

1. O consumo de suplementos está diretamente ligado as necessidades individuais de cada pessoa. É imprescindível o acompanhamento profissional, a avaliação física, de saúde e nutricional para que esses “complementos” sejam usados corretamente.
2. O uso de alimentos sólidos nunca deve ser substituído. A suplementação servirá para complementar uma dieta já existente. Dessa forma caberá aos suplementos a finalidade de otimizar os processos físicos de acordo com suas metas.

Hipertrofia

A construção de massa magra requer não só o fornecimento de proteínas de qualidade, mas também uma variedade de aminoácidos essenciais. A ação desses aminoácidos é fundamental no momento em que seu corpo quebra as moléculas de proteínas dos alimentos. Há diferentes suplementos de proteínas e aminoácidos. São eles:

Whey Protein

Apoia na construção muscular, complementando as proteínas obtidas na alimentação. Este suplemento fornece proteínas extraídas do soro do leite, o que não é conveniente para intolerantes. O whey protein pode ser interessante para refeições intermediárias ou pré e pós-treino e não fornece alto teor de gordura e carboidratos. Sua digestão é relativamente rápida, mas há versões especificas para uma associação ainda mais veloz.

              

Creatina

É interessante para a construção de músculos, principalmente para atletas de nível mediano e avançado, melhorando ainda a resistência anaeróbica e possibilitando uma melhor recuperação muscular. É uma proteína presente no corpo humano e pode ser obtida a partir de carne bovina, peixe ou ovo. Este suplemento permite o aumento geral de creatina de todo o corpo, garantindo reforço para todas as células musculares, além de fornecer aminoácidos como L-arginina, L-metionina e glicina, o que permite a produção dessa proteína no fígado.

Albumina

Fornecendo proteínas de qualidade combinadas com aminoácidos, a albumina pode impulsionar o efeito anabólico, prometendo ainda agir como suplemento energético e prevenindo o catabolismo muscular.

Energia

Os suplementos energéticos são excelentes pré-treinos e podem fornecer carboidratos de qualidade para garantir um melhor desempenho em suas atividades físicas. O seu consumo também pode ser adequado para pós-treino, auxiliando na preservação de proteínas e repondo as energias gastas. Vale lembrar que as superdosagens resultam em sobrecarga de carboidratos, induzindo à conversão em gordura.

Dextrose

Este tipo de carboidrato ajuda na saúde dos músculos e ainda fornece energia para seu treino. O seu consumo é recomendado para durante as atividades físicas, garantindo um melhor desempenho para propostas de alta intensidade. Pode ser combinado com um suplemento proteico.

Maltodextrina

É um carboidrato complexo e demora um pouco mais que a Dextrose para oferecer energia. O ideal é consumir de 60 a 30 minutos antes dos treinos para que a energia seja utilizada nas atividades desejadas.Se optar pelo consumo após os treinos, saiba que a maltodextrina também pode evitar a degeneração dos músculos — processo em que eles são utilizados como energia — ao fornecer glicogênio muscular.

Waxy Maize

Também contribuinte de carboidratos, este suplemento se mostra superior aos demais, pois apresenta nível glicêmico significativamente inferior, podendo ser uma opção interessante para diabéticos. Também apoia na recuperação muscular e previne Overtraining.

Definição

Para quem busca definição corporal antes da hipertrofia, a suplementação de bloqueadores e termogênicos são opções interessantes para impulsionar o funcionamento metabólico, além de dar “aquele gás” no seu treino. Vale lembrar que esses suplementos atingem a pressão arterial, portanto, em casos de pressão alta o ideal é evitar e buscar orientação profissional.

Ácido Linoleico Conjugado (CLA)

É um popular termogênico, um tipo de gordura “boa”, e promete otimizar a queima de gorduras na região abdominal, apoiando ainda na preservação muscular. É encontrado em cápsulas que podem não apenas complementar a nutrição de sua alimentação, mas também auxiliar em condições como colesterol e triglicerídeos, fortalecendo ainda o sistema imunológico para prevenir até mesmo doenças que possam comprometer seu bem-estar. O óleo de cártamo é um suplemento popular e muitas vezes é associado ao CLA, mas, na verdade, contém uma versão sintética do ácido.

Bloqueadores de carboidratos

Bloqueiam os carboidratos e previnem que eles sejam convertidos em gordura. A ação ocorre na quebra de carboidratos e na evitação do excesso calórico.

Bloqueadores de cortisol

Sabendo que muitas pessoas têm problemas com a balança devido a desequilíbrios hormonais, é importante destacarmos que o Cortisol é um dos principais responsáveis por esses efeitos. Para auxiliar nos cuidados com as medidas, este tipo de suplemento pode agir sobre o sistema neurológico, prevenindo crises de estresse e evitando picos de glicose. Com esta suplementação é possível controlar melhor os percentuais de gordura e massa corporal.

Bloqueadores de gordura

Com efeito similar aos bloqueadores de carboidratos, esses suplementos agem para prevenir a metabolização da gordura. Dentre os mais famosos, podemos destacar a Quitosana, que impede a absorção de gorduras, induzindo-as à eliminação sem que elas sejam acumuladas em seu corpo.

Termogênicos

Eles atuam no aumento de temperatura corporal, favorecendo o funcionamento metabólico e, com isso, induzindo a uma melhor queima calórica. Uma maioria conta com cafeína em sua composição, por isso é importante prevenir consequências à saúde, já que pode ser contraindicado para quem tem problemas com pressão alta e arritmias.

 

Aminoácidos

Eles auxiliam no efeito anabólico e permitem que as proteínas sejam usadas de forma mais completa para a construção muscular. Podem atuar sobre os hormônios de crescimento, o que justifica a suplementação para quem busca efeitos anabólicos, além de auxiliar na resistência e recuperação. O mais popular dentre eles é o BCAA, que fornece aminoácidos essenciais à síntese da proteína e pode ser encontrado em versões de cápsulas ou pó. Sua ingestão pode ser feita antes e depois dos treinos.

Glutamina

A glutamina apoia na preservação dos músculos não somente durante os treinos, mas perdura o dia todo. Favorece ainda a absorção de nutrientes importantes para o fortalecimento do sistema imunológico.

Ômega 3

Promove a boa forma e também beneficia a saúde. O ômega 3 é composto por ácidos graxos que são convenientes para uma boa resistência nos treinos e atividades aeróbicas. O nutriente pode ser obtido de forma natural a partir de peixes e sementes, mas a suplementação pode complementar para garantir as porções diárias saudáveis.

Vitamina C

Este suplemento fortalece o sistema imunológico, a absorção de Ferro, retarda o envelhecimento, e também previne estresses oxidativos, consequências oferecidas por hormônios catabólicos e acidentes cardiovasculares cerebrais.

 

É importante destacarmos que a suplementação é apenas um reforço para a nutrição obtida na alimentação. Não é recomendado substituir as refeições principais de seu cardápio por suplementos.

Podemos notar que há uma grande variedade de suplementos e que eles devem ser escolhidos não só de acordo com os seus objetivos corporais, mas também com sua rotina, necessidades pessoais e saúde. Escolhendo os suplementos certos para a dieta e combinando-os com uma alimentação equilibrada, você poderá obter ainda mais resultados e melhorar a qualidade de vida.

Gostou das dicas? Então compartilhe este conteúdo em suas redes sociais  🙂

Leia também: Macronutrientes: A base para qualquer dieta.